“Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor.” (Cora Coralina)

10 de outubro de 2015

A elevação de sua frequência o liberta das vibrações negativas

Você pode ficar preso a vibrações negativas quando não sente a presença de sua alma nem sua união com a vida. Algo atrapalha – medo, mentiras ou percepções equivocadas – ou você experimenta fragmentação e espaço vazio.

Cada “pedaço” de sua alma que você deixa de experimentar baixa sua frequência. Cada vez que divide sua percepção em fragmentos – o que indica que você experimenta separação – sua vibração se torna mais lenta. Quando sua vibração pessoal está presa a uma frequência baixa, você tende a recair em hábitos emocionais prejudiciais, pensamento negativo e indolência física.

Elevar sua frequência – algo que sempre o liberta da negatividade e da inação – significa relaxar para criar tempo e espaço para experimentar mais sua alma. Para fazer isso, basta sorrir ou imaginar uma escala, como um termômetro, e aumentar sua energia em 10%. Ou então visualizar uma realidade melhor, uma cor mais viva ou um ato de gentileza aleatório e exaltante. Você pode optar por sentir-se mais tolerante e generoso, por exemplo. Pode fazer algo que vinha resistindo a fazer ou participar de sua vida com mais interesse e atenção. Tentar aumentar e controlar a frequência de sua vibração pessoal por meio da força de vontade só provocará hiperatividade, stress e, por fim, um colapso. Sua frequência sobe a seu alto nível intrínseco quando você limpa o entulho mental e emocional e para de bloqueá-la. Quando nada a atrapalha, a lucidez e o calor de sua alma transparecem facilmente.

Eleve sua vibração respirando profunda e lentamente:
Há muito se sabe que o oxigênio aumenta a frequência do corpo. Além disso, a energia percorre os músculos mais lentamente quando eles estão retesados, de modo que relaxar o corpo e respirar profundamente são coisas essenciais para elevar sua vibração. A respiração superficial, restrita à parte superior do tórax é indício de ansiedade.

1 – Sente-se e mantenha as costas retas, deixe seus músculos ficarem soltos, a vontade. Interrompa seu diálogo interior e escute seu silêncio. Sinta as variações sutis de seu corpo e concentre-se na ideia de que o oxigênio do ar vai dar uma supercarga em seu sangue, e fazer seu corpo se sentir supervivo. Faça sua respiração ficar silenciosa, muito lenta, contínua e uniforme.

2 – Inspire para preencher todas as cavidades possíveis, quando achar que os pulmões estão cheios, inspire um pouco mais, preenchendo cada pedacinho. Imagine sua caixa torácica se expandindo além da capacidade normal.

3 – Expire deixando as costelas caírem lentamente, encolhendo os músculos abdominais e comprimindo o diafragma até “espremer” para fora todo o ar.

4 – Continue, contando de 1 a 10, um número ao inspirar, outro ao expirar (inspira (1), 
expira (2), inspira (3), expira (4), …). Pense apenas nesses números, se outros se intrometerem, pare e comece novamente. Faça isso de 10 a 20 minutos.

Quando acalma a mente, você não oferece pensamento algum; quando faz isso, você não oferece resistência alguma; quando não ativa nenhum pensamento resistente, a vibração de seu Ser é alta, rápida e pura.”(Abraham/Esther Hicks)

Fonte: Frequência Vibracional - Penney Peirce

Nenhum comentário:

Postar um comentário