“Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor.” (Cora Coralina)

19 de janeiro de 2016

SERENDIPIDADE

Os dicionários definem serendipidade como a capacidade de fazer descobertas felizes e inesperadas por acaso.
Eu ampliaria ligeiramente essa definição. Se você esperar que descobertas valiosas ocorram, elas ocorrerão.
Elas podem parecer acasos felizes, mas na realidade, ocorrerão porque você, subconscientemente, criou e emitiu as condições corretas para o seu aparecimento.
Se você viver sua vida com a expectativa de que coisas boas vão lhe acontecer, irá se transformar num ímã que atrairá coisas positivas para você.
Isso porque nos tornamos aquilo que pensamos. Também recebemos o que esperamos receber.
As pessoas que vivem suas vidas dessa maneira, deparam regularmente com acontecimentos serendipidosos.
Naturalmente, se você abrir para a possibilidade de que coisas boas ocorram inesperadamente o tempo todo, também estará se abrindo para a possibilidade de criar milagres na sua própria vida.
O termo “serendipidade” foi cunhado pelo autor britânico Horace Walpole. Ele escreveu um conto de fadas chamado The Three Princes of Serendip, sobre três meninos que constantemente faziam descobertas por um feliz acidente.


(Milagres – Richard Webster)

Nenhum comentário:

Postar um comentário